Estoque inicial de matéria prima $ 300,00 – estoque final de matéria prima $ 420,00

Classificado em Economia

Escrito em em português com um tamanho de 7,75 KB.

 

Aula 2 

É importante acrescentar valor nesses quatro itens: Forma (área de produção; é criado pela manufatura a medida que a matéria-prima é transformada em produto final. Pára o produto ter valor, ele precisa estar no Tempo e Lugar que eu quero, a logística faz isso. Posse é a área de marketing, financeiro e engenharia (publicidade, suporte técnico e condições de vendas). Comunicação Horizontal- é a comunicação entre as áreas. É importante pára sair das reuniões sempre com um plano viável de produção.
É importante levar em consideração a discussão que era sempre de S&OP. O que eu olho pára fazer localização de planta? -Levo em consideração a distância que o fornecedor está, cliente, escoamento (sistema de transporte), impostos ou taxas, mão de obra, concorrentes, comunicação, energia, incentivos. Atividade de interface com o Marketing- padrão de serviço ou cliente: não se pode faltar produto pára o cliente. Precificação: prefere-se pagar mais e isso reduz estoque. Os clientes passam a ir mais nesses locais (farmácia).


As empresas devem atingir simultaneamente seis obejtivos operacioanais que são determinantes pára o desempenho logístico. São eles: Resposta rápida- Habilidades em satisfazer necessidades dos clientesem tempo hábil, consequencia que diminui estoque. Ligaçao direta com lead time (diminuição). Variância mínima- ocasionada por qualquer situação que atrapalhe o sistema, como atraso no recebimento, mercadorias com avarias, consequencia disso é aumentar estoque. Estoque mínimo- objetivo é manter o estoque mais baixo e obter o menor custo logístico.
 Consolidação da movimentação- possibilitar o agrupamento de cargas e com isso, obter um maior carregamento com consequente diminuição no custo unitário. Qualidade- quando ocorre uma falha na qualidade, retrabalho,ocorre em função de cargas incorretas ou avarias em transporte. Apoio ao ciclo de vida- capacidade de retirar produtos de circulação, os padrões de qualidade estão cada vez mais rigidos, prazo de validade, criação de leis que proibem o descarte de produtos e embalagens.
Produto- tem que ter preço, lugar, promoção. Produtos funcionais- a demanda tende a ser mais estável e previsível, com ciclo de vida maior do produto. Eles apresentam baixas margens de lucratividade devido as forças competitivas envolvidas. Produtos inovadores- a demanda tende a ser instável, e imprevisivel. Os ciclos de vida são mais curtos e as margens de lucro maiores. A curva ABC é particularmente útil pára o planejamento da distribuição quando os produtos são agrupados ou classificados conforme seu nível de vendas. Curva 80-20- lucratividade por cliente ou produto. 80 por cento das vendas provem de 20 dos itens da linha de produtos.
Peso-volume. Produtos densos (soja, milho e açucar) bom uso da capacidade de transporte e armazenagem, custos menores. Produtos poucos densos (Caná, algodão) limite volumétrico é atingido antes do peso, custo alto em relação ao preço de venda do produto. Razão- valor. Produtos com baixo valor específico (Caná, bagaço) alto custo de transporte, baixo custo de estocagem, negociar taxas de transporte. Produtos com alto valor específico (flores e frutas) baixo custo de transporte, minimizar estoque, custos de estocagem sensiveis ao valor do produto. Substitutibilidade- consumidores não diferenciam muito produtos de marcas difentes. Riscos- perecibilidade, inflamabilidade, roubo. Alto custo de transporte, seguros, uso de equipamentos dedicados.


5 diferentes tipos de modais: 1 Hidroviário: possui varias limitações, é mais lento que o ferroviário, necessita de outro modal pára concluir entregas, a disponibilidade e confiabilidade dependem das condições do tempo, transportam: areais, carvão, granéis liquidos movidos em embarcações-tanque. 2 Ferroviário: transportador de longo curso e de baixa velocidade, baixo valor pára longas distâncias, utilizado pára matérias-primas (carvão, madeira, produtos quimicos), fica mais caro manter o produto em estoque em transito. 3 Rodoviário: rotas de curta distância, transporte pára produtos semi-acabados e acabados, tem vantagem de transporte ser porta a porta, ou seja, não há necessidade de carregamento ou descarga entre origem e destino. É mais competitivo no mercado de pequenas cargas.

 4 Aéroviário:  transportam produtos com valor elevado, como péças eletrônicas, carros. Maior velocidade entre origem e destino, custos bem mais altos, necessidade de transbordo até aeroportos, menores ocorrencias de roubos. 5 Dutoviários: a utilização ocorre sem interrupção, é barato, o leque de serviços é extremamente limitado, utilizado pára transportar petróLéo cru e derivados, além de solidos suspensos em líquidos, alcooduto. CUSTO FIXO- independe do quanto está sendo produzido. CUSTO Variável- ocorre somente com o que está sendo utilizado. O custo fixo do ferroviário é alto e o custo variável é baixo.


Por que o aumento do custo de estoques pode diminuir os custos totais? Os centros de distribuição, porque estou diminuindo os custos de transporte, levando cargas consolidadas. Barreiras a integração interna. 1 Estrutura organizacional, quando é tradicional prejudica qualquer processo interfuncional, cada área é responsável por seu próprio objetivo. Deve ser: cooperação entre as areas funcionais, indicadores de desempenho das funções como parte de um processo.2 Estoque: mantê-lo pára dar tranquilidade e proteção as incertezas do mercado, economia de escala, custo benefício. . O problema é que quanto maior o estoque entre uma óperação e outra menos comunicação se tem. Geralmente a estratégia MTS é empurrada, no final todos sabem qual vai ser a demanda final.

3 Tecnologia da informação é a base do sucesso de integração. Criação dos chamados warehouse (compartilhamento de dados entre sistemas). 4 Transferencia de conhecimento: dificuldade na transferencia de conhecimento. Essas deficiencias podem criar uma barreira pára a manutenção da integração (funcionário que saiu da empresa ou se aposentou). EDI: intercâmbio eletrôNicó de dados. Os dados trocados costumam ser documentos com estrutura padrão fixa, envolvendo: programas de produção, entregas, pedidos de produtos, avisos de  recebimento, necessidade de reposição de estoque, lista de faturas a pagar. Vantagens: redução de lead time, redução de estoque, maior agilidade na tomada de decisão. Desvantagem: necessário o uso de software e hardware padronizados, custo relativamente alto de implementação, necessidade de padronização dos documentos.

Entradas relacionadas: