Todos os metodos contraceptivos existentes

Classificado em Psicologia e Sociologia

Escrito em em português com um tamanho de 3,5 KB.

 

A partir da transição demográfica brasileira iniciada Na década de 60, marcada pela redução significativa na taxa de fecundidade da Mulher e pelo uso de métodos contraceptivos, a gestação na adolescência ganhou Maior visibilidade. Anterior a esta data, a taxa de fecundidade girava em torno De seis filhos por mulher, porém, com o passar dos anos (de 1965 a 1995) essa Proporção caiu pára duas crianças pára cada mulher. Assim, de acordo com o Censo Realizado no ano 2000, a taxa de fecundidade da mulher brasileira vem Decrescendo desde o ano de 1980. Por exemplo, no Brasil, em 1980 observava-se Uma taxa de fecundidade de 28,9 %, sendo que no ano de 2000, foi constatada uma Taxa de 26,3%. No entanto, as taxas de fecundidade na adolescência, ao Contrário das encontradas entre mulheres adultas, obtiveram um aumento. Por Exemplo, das meninas de 15 a 19 anos, no ano de 1980 havia uma taxa de Fecundidade de 9,1%, já em 2000 observou-se um aumento significativo de 9,1% Pára 19,4% (IBGE, 2011).

Desta forma, considera-se que essas taxas são altas, Especialmente porque a partir da década de 80 a gravidez na adolescência passou A ser vista como um problema de saúde pública por ocorrer fora do casamento, Sendo investigada tanto por pesquisadores brasileiros como de outros países (DIAS; TEIXEIRA, 2010). Ainda, percebe-se que a gestação nesse período passa a Ser vista como um problema, a partir das concepções atuais sobre o conceito de Adolescência, que enfatizam que durante esse momento do desenvolvimento o Indivíduo passa por alterações psíquicas e sociais e ainda não se encontraria Pronto pára o exercício da parentalidade. Nessa fase da vida, considera-se que O adolescente vive um período de preparação e maturação pára assumir uma série De responsabilidades presentes na vida adulta, dentre elas a parentalidade, Esperada socialmente como um evento da adultez (CABRAL, 2003).

Além das alterações psíquicas e sociais Características da adolescência, ainda existem as alterações físicas e Biológicas, que caracterizam a puberdade. Com ela, o corpo do adolescente Desenvolve-se, podendo então desempenhar as funções de reprodução, de maneira Plena. A vivência desta possibilidade, bem como o exercício da sexualidade Depende da educação concedida pelos pais, do histórico familiar e das Influências, práticas e significados vividos no contexto sociocultural no qual O adolescente está inserido (HEILBORN et al., 2002; XIMENES NETO et al., 2007). Assim, o exercício da sexualidade associado à capacidade reprodutiva é uma das Principais mudanças que ocorre durante a adolescência, gerando uma série de consequências Psicológicas, biológicas e sociais tanto pára o adolescente como pára as Pessoas de seu entorno (PAPALIA; OLDS; FELDMAN, 2010).

Entradas relacionadas: