Tipos de processo de produção

Classificado em Economia

Escrito em em português com um tamanho de 4,46 KB.

 

Os Principais recursos transformadores são:  Instalações: prédio, equipamentos, terreno, Tecnologia de produção Funcionários: Aqueles que operam, matem e administram a Produção, todas as pessoas envolvidas na produção, em todos os níveis. De um Modo mais geral o dimensionamento dos equipamentos e dos homens devem ser Tratados detalhadamente quando da consideração da estratégia de produção a ser Adotada na unidade. No entanto pára que estas considerações sejam feitas faz-se Necessário um pré-dimensionamento onde iremos totalizar as frações de homens e Equipamentos. A equação geral é apresentada abaixo. N = ((TPOp + TPPr)) * D / J * n Onde: N = número de homens ou de equipamentos no processo; TPOp = é o tempo padrão pára o ciclo de trabalho ou de processo; TPPr = é o tempo padrão de preparação do equipamento; D = demanda do processo; J = Jornada de trabalho; n = rendimento da fábrica. São ao todo, oito estágios sendo Eles:  1. Obtenha informações sobre a operação e o operador em estudo; 2. Dívida a operação em elementos e registre Uma descrição completa do método; 3. Observe e registre o tempo gasto pelo Operador; 4. Determine o número de ciclos a ser cronometrado; 5. Avalie o ritmo Do operador; 6. Verifique se foi cronometrado um número suficiente de ciclos; 7. Determine as tolerâncias; 8. Determine o tempo-padrão pára a operação.O dimensionamento dos materiais constitui o Primeiro passo pára se conhecer as necessidades em termos de fatores de Produção em uma unidade industrial. Partindo das especificações do mix de Produtos e dos fluxogramas deve-se proceder da seguinte forma: 1. Estabelecer Uma representação sistêmica pára o processo produtivo; 2. Identificar todas as Operações onde haja uma transformação quantitativa nos materiais; 3. Aplicar Pára a última operação identificada o balanceamento de massa; 4. Repetir o Procedimento anterior pára todas as operações na ordem inversa do processo. Layout posicional: é Utilizado quando os materiais transformados são ou muito grandes, ou muito Delicados, ou objetariam ser movidos. Vantagens: pedidos de última hora podem Ser atendidos rapidamente; redução de custos (perdas, estoques); maior Visibilidade de problemas. Desvantagens: Alto investimento, maior movimentação.

Layout por processo: neste tipo de arranjo físico todos os recursos Similares de operação são mantidos juntos. Este tipo de layout é normalmente Usado quando a variedade de produtos é relativamente grande. Este tipo de Layout é conhecido também como layout funcional. Vantagens: Menor investimento De capital, Grande flexibilidade nos meios de produção, Alcance de uma Supervisão efetiva. Desvantagens: Maior área requerida; Necessidade de maior Habilidade (ou número) de mão-de-obra; Necessidade de uma inspeção mais frequente. Layout por produto: neste os recursos de transformação estão Configurados na sequência específica pára melhor conveniência do produto ou do Tipo de produto. Este tipo de arranjo físico é também conhecido como layout em Linha. Vantagens: Canalização do fluxo de materiais e trabalho; minimiza o Custo do trabalho, além de facilitar o treinamento do operador; diminui a Necessidade de inspeção intermediária. Desvantagens: Investimento inicial Elevado; Custo fixo elevado; Vulnerabilidade da linha de produção; A supervisão É mais difícil. Layout celular: neste tipo de layout os recursos necessários Pára uma classe particular de produtos são agrupados de alguma forma. Nesse Arranjo físico as máquinas são dedicadas a um grupo exclusivo de peças. Vantagens: Flexibilidade de atendimento à demanda, Melhor qualidade, redução da área. Desvantagens: Dificuldade de Introdução de novos produtos; Custos relacionados com Treinamento; pode causar ociosidade de máquinas.

Entradas relacionadas: